Blog   Segurança do Trabalho   29 de novembro de 2022

Como identificar o risco físico no ambiente de trabalho?

Tempo de Leitura: 5 minutos

Praticamente todos os ambientes de trabalho oferecem risco físico para os profissionais. Por isso, é importantíssimo avaliar o ambiente e fazer adequações para minimizar eventuais riscos de acidentes.

Tendo em vista que, não basta apenas proteger o profissional oferecendo EPI adequado para sua função. É necessário atuar na adequação ambiental para minimizar riscos e proporcionar um ambiente saudável e seguro para sua equipe.

De modo que, a rotina de cuidados evite que seus profissionais se envolvam em acidentes que causam afastamento, traumas e até mesmo processos trabalhistas.

Diante de tal importância, elencamos alguns cuidados para que aprenda a observar o risco físico em ambientes de trabalho, analisando eventuais melhorias que podem e devem ser aplicadas em seu espaço.

Riscos físicos: existem em maior ou menor grau em todo ambiente

Todo ambiente de trabalho expõe o profissional a algum tipo de risco físico, seja o simples risco de cair durante o expediente por ter um piso escorregadio ou riscos mais graves que envolvam acidentes em equipamentos.

Cada profissional se expõe diariamente a maior ou menor grau de risco, dependendo de sua função. Obviamente, um administrador de empresa sofre menos risco laboral que um eletricista.

No entanto, toda empresa precisa ter atenção em relação a NR 9 que estabelece os riscos divididos da seguinte forma:

  • Riscos ambientais: riscos físicos, químicos e biológicos;
  • Riscos ocupacionais: riscos ergonômicos e mecânicos.

É preciso analisar e minimizar todos os riscos que seu ambiente de trabalho possa oferecer para a equipe.

Os riscos físicos serão abordados a seguir, com o foco em te auxiliar a observar o ambiente e trabalhar nas mudanças necessárias para que possa efetivamente fazer ajustes saudáveis para seus profissionais.

Entenda o que são os riscos físicos e quais são os mais comuns

Os riscos físicos são ambientais que se apresentam geralmente em forma de energia, por exemplo:

  • Exposição a ruídos;
  • Temperaturas extremas frias ou altas;
  • Vibrações;
  • Radiações ionizantes ou não;
  • Alterações de pressões;
  • Umidade.

Diferentemente dos riscos biológicos, os riscos físicos são agentes causadores de acidentes e, para tal, dependem do contato direto do trabalhador.

Por exemplo, um ruído excessivo pode desorientar o trabalhador e ocasionar acidente como um tombo. A utilização de proteção auricular é o suficiente para abafar tal ruído e proteger o profissional de eventuais riscos.

Cada ambiente laboral ocasiona determinados tipos de riscos físicos relacionados às atividades predominantemente executadas no espaço.

Principais riscos físicos no ambiente de trabalho

Elencamos os principais tipos de riscos físicos presentes nos ambientes de trabalho comuns no cotidiano, para que seja possível identificá-los e atuar na correção.

De modo que, o ambiente possa ser mais saudável para toda a equipe, minimizando eventuais riscos de acidentes que poderiam ser previamente evitados.

1.  Temperatura

Estar exposto a variações de temperaturas extremas é um dos riscos físicos mais comuns nos ambientes laborais. O excesso de calor pode ocasionar desmaios e desencadear acidentes mais graves, por exemplo.

Assim como, o excesso de frio pode desencadear hipotermia e até mesmo ser fatal se o profissional é inexperiente ou está despreparado para lidar com as variações de temperatura.

A utilização de EPIs como calçados, luvas e mangotes, isolamento da fonte de calor, ventilação adequada do ambiente, utilização de roupas para frio são cuidados importantes para lidar com os riscos físicos causados pelo ambiente com ampla variação de temperatura.

Profissionais que trabalham a céu aberto, por exemplo, devem usar protetor solar, ter água sempre disponível para consumo e fazer pausas estratégicas em momentos de maior incidência dos raios solares.

Justamente para ter uma boa performance sem prejudicar a própria saúde por causa do risco físico no ambiente de trabalho.

Os profissionais que atuam em ambiente excessivamente frio precisam monitorar a temperatura e umidade do local, fazer intervalos durante a jornada de trabalho e obviamente usar EPIs adequados.

De modo que, os fatores ambientais possam ser controlados para que o profissional tenha boa performance e não sofra danos em sua saúde.

2.      Vibrações

As vibrações oferecem risco no ambiente laboral e podem ser do tipo localizadas ou agir no corpo inteiro do profissional. Desde simples formigamentos nos membros até osteoporose estão entre os riscos de saúde causados pelas vibrações.

Trabalhar em local de grande fluxo de veículos pesados que provocam vibrações no solo, dirigir veículos que vibram constantemente, trabalhar com martelete e furadeiras são apenas alguns fatores de risco.

Tendo em vista que, muitas funções e equipamentos geram vibrações pontuais ou sobre o corpo inteiro do trabalhador que precisa atuar na prevenção para que possa manter sua saúde e bem-estar.

Manter boa postura ao utilizar equipamento que vibra, revezar com colegas a utilização do equipamento e respeitar os intervalos para descanso são cuidados fundamentais.

A empresa também precisará se preocupar com a manutenção do maquinário para redução das vibrações, garantindo um funcionamento eficiente justamente para minimizar os riscos.

3.  Umidade

A umidade pode provocar uma série de acidentes, envolvendo quedas e deslizamentos durante o expediente. Além disso, o excesso de umidade pode desencadear problemas na pele e doenças respiratórias.

Portanto, é um risco físico que precisa ser analisado e minimizado, sendo frequente em locais alagados, lavanderias, lava-jatos e frigoríficos. Essas empresas precisam adequar o piso para evitar que esteja escorregadio e a ventilação do local.

Usar EPIs como calçados antiderrapantes e luvas, ter ralos em pontos estratégicos e um bom sistema de ventilação natural no ambiente possibilita a minimização de acidentes.

Garantindo um espaço que é mais saudável para seu colaborador atuar, evitando que acidentes sejam frequentes na rotina da empresa.

4.  Radiação

A radiação é dividida em dois tipos e ambos oferecem riscos para a saúde do profissional. A radiação ionizante é capaz de alterar os tecidos vivos do corpo do trabalhador, podendo desencadear alteração no funcionamento das células.

Ou seja, a radiação pode desencadear câncer quando o profissional fica exposto de forma direta, além do risco de osteoporose e lesões na pele.

Por isso, profissionais que atuam com aparelhos de Raio-X precisam ter cuidado durante a rotina de trabalho. Reduzir o tempo de exposição, usar avental com chumbo para conter a radiação, barreiras físicas e outros cuidados precisam ser adotados para a manutenção da saúde do profissional.

E a radiação não ionizante também requer cuidado, presente na luz solar e nas operações de solda, essa radiação pode ocasionar lesões nos olhos e câncer de pele.

O ideal é que os profissionais usem protetores faciais, óculos de proteção, roupas de manga longa e protetor solar dependendo da função executada e sua exposição ao risco.

Identificar risco físico no ambiente permite atuação preventiva

Entendendo quais são os riscos físicos de cada ambiente de trabalho, a equipe poderá atuar fornecendo os EPIs necessários para proteger seus profissionais.

Possibilitando também a máxima adequação do ambiente de trabalho para minimizar e monitorar os riscos ocupacionais que cada profissional está exposto.

Atuar com eficiência na minimização de riscos oferece um ambiente agradável e saudável para o profissional atuar com sua melhor performance. Possibilitando eficiência durante a jornada de trabalho sem expor a equipe a riscos que comprometam sua saúde.

A adequação ambiental é um cuidado relevante para minimizar gastos com trocas constantes de profissionais, bem como, minimizar eventuais problemas com a justiça trabalhista. Observe os riscos de seu espaço e faça as melhores adequações possíveis.

Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments


    Faça parte da nossa rede de contatos

    Estamos sempre em busca de novidades sobre equipamentos de segurança. Cadastre-se para recebê-las em seu e-mail.