Blog   Segurança do Trabalho   15 de fevereiro de 2023

Segurança do Trabalho no Espaço Confinado – Entrevista com Especialista

Tempo de Leitura: 4 minutos
Segurança do Trabalho no Espaço Confinado

Os espaços confinados são aqueles locais de difícil acesso e extremamente arriscados, onde trabalhadores precisam muitas vezes realizar atividades em exposição aos riscos. Por se tratar de um ambiente causador de acidentes de trabalho, toda atenção a este tópico é fundamental.

Por isso, inclusive, recomendamos que este assunto seja cada vez mais abordado nas reuniões, diálogos diários de segurança (DDS) e treinamentos de equipe. 

De acordo com o relatório de Análise de Impacto Regulatório 2021 da NR 33 (Norma para Espaços Confinados), entre 2011 e 2020, foram registrados um total de 280 acidentes de trabalho típicos envolvendo CID (Classificação Internacional de Doenças) T71 e W81.

Esses códigos representam T71 (asfixia) e W81 (confinamento/encarceramento em ambiente com deficiência de oxigênio). Ainda assim, 244 desses incidentes envolveram asfixia, estrangulamento ou afogamento, ou 87% do total.

Acidentes que muitas vezes poderiam ser evitados com a atenção adequada à segurança do trabalho. Por este motivo, no artigo de hoje, iremos falar mais sobre a Segurança do Trabalho no Espaço Confinado.

Conversamos com o especialista em SST, André L. Britto, para termos uma visão mais específica sobre o tema. Aproveite para compartilhar este material com sua equipe. 

O que é um Espaço Confinado?

Espaços confinados são todos os ambientes que se caracterizam pela falta de ventilação adequada, falta de mobilidade, poucas vias de entrada e saída, etc. Portanto, são ambientes que apresentam muitos riscos à saúde e/ou segurança dos trabalhadores.

Uma das principais razões para isso é também a possibilidade de altas concentrações de gases poluentes. Além de ser frequentemente tóxico, a falta de ventilação pode, portanto, resultar em altas concentrações.

A NR 33 é a norma regulamentadora responsável pela segurança do trabalho nestes ambientes, e a própria NR determina um Espaço Confinado como:

“Qualquer área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada e saída, cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio.”

Ou seja, nenhum espaço confinado é projetado para a permanência humana. Mesmo assim, é inevitável que algumas atividades sejam realizadas nestes ambientes, uma vez que também precisam ser limpos, ou poderá ter máquinas que poderão precisar de manutenção, entre outros fatores.

Entrevista sobre Espaço Confinado com Especialista em SST

Já dissemos em outros posts aqui em nosso blog que manter a segurança dos trabalhadores em espaços confinados é e sempre foi um desafio para os empregadores e técnicos em Segurança do Trabalho

Para entendermos melhor essa questão, conversamos com um especialista em Segurança do Trabalho e também colaborador da Prometal EPIs sobre o assunto. Veja abaixo as perguntas e respostas. 

1) Quais os principais desafios encontrados pelo empregador e funcionário hoje em Espaços Confinados?

Quando tratamos de espaços confinados, já partimos do princípio de que são ambientes que não são projetados para permanência humana.

Os desafios são diversos e variam de acordo com a realidade de cada empresa.

Para o empregador, além de todos os procedimentos, protocolos, normas e legislações que deve seguir, ele também precisa viabilizar a atividade que será executada dentro daquele E.C.

Isso envolve uma série de fatores e, principalmente, muitas questões de segurança do trabalho. Hoje, minha opinião é muito clara: O maior desafio é sempre assegurar a saúde e proteção do trabalhador, para que tudo transcorra de forma correta e sem transtornos.

Já para o trabalhador, o espaço confinado pode ser um local desconfortável, muitas vezes por ser apertado ou por fatores como temperatura e etc.

O trabalhador que atua em espaços confinados precisa estar, também, condicionado a todos esses fatores desde os treinamentos de segurança do trabalho, bem antes de atuar nesses ambientes.

2) Por que é tão inseguro este ambiente?

Conforme mencionei antes, o espaço confinado não é projetado para permanência de uma pessoa.

Os riscos variam muito de acordo com cada empresa e segmento. Mas podemos destacar riscos como: Área Classificada (ambiente com atmosfera que tem risco de explosão), alta ou baixa temperatura, deficiência de luminosidade, deficiência ou excesso de oxigênio e sem falar dos demais tópicos relacionados à  ergonomia em geral.

3) Principais equipamentos utilizados: EPI, EPC e itens de segurança

A escolha dos equipamentos irá depender de fatores como o Programa de Gerenciamento de Riscos (o PGR). No entanto, podemos determinar que os principais sejam: 

  • Cinto de segurança para espaço confinado
  • Tripé
  • Guincho ou 3Way
  • Lanterna
  • Detector de Gás
  • Insuflador/Exaustor

4) Você acha que tem diferença de uma marca para outra? 

Sim. Hoje, assim como em todos os mercados, as marcas tem suas características próprias e por vezes até funcionalidades exclusivas.

Por isso, o cliente deve sempre consultar o departamento de vendas para verificar as opções disponíveis, relação custo-benefício e todas as outras questões que podem lhe interessar para aquela demanda.

5) Equipamentos mais caros são melhores? 

Geralmente, sim. Conforme mencionei na resposta anterior, os equipamentos costumam ter diferenças de qualidade ou funcionalidade.

Normalmente, os equipamentos que exigem um investimento maior, também acabam entregando algo mais nesses quesitos.

6) Como fazer compras mais assertivas para este setor?

As compras devem estar muito bem alinhadas com o responsável da empresa, seja o SESMT, Engenheiro, TST, enfim.

É fundamental que o cliente tenha clareza sobre o que precisa, de forma que não compre nada superdimensionado e também nada subdimensionado para a realidade dele.

Sendo detentor dessas informações, o cliente conseguirá transmitir para o nosso time de vendas as informações necessárias para podermos ofertar as melhores soluções do mercado para ele.

7) Quais seriam as suas dicas finais para o trabalho seguro em espaços confinados?

Minha dica serve tanto para empregados, quanto para os empregadores: Atuem visando a segurança. O bem mais precioso envolvido nas atividades é a vida de quem está exposto aos riscos.

Consultem o time de vendas da Prometal EPIs em caso de dúvidas e não adquira equipamentos sem ter as informações necessárias para que realmente eles supram as necessidades daquela empresa.

A responsabilidade aliada com a segurança do trabalho, sem dúvidas formarão um time vencedor e as atividades no E.C. serão sempre desempenhadas com sucesso.

Procurando Produtos para Espaço Confinado?

Aqui na Prometal EPIs você encontra todos os produtos necessários para a segurança do trabalho em espaços confinados. Procurando EPI? O melhor lugar é aqui.

Entre em contato e faça a sua cotação.

Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments


    Faça parte da nossa rede de contatos

    Estamos sempre em busca de novidades sobre equipamentos de segurança. Cadastre-se para recebê-las em seu e-mail.