Blog   Notícias   03 de setembro de 2022

Impactos do Comunicado 57

Tempo de Leitura: 3 minutos

Em dezembro de 2020, o Ministério do Trabalho e Previdência emitiu o Comunicado 57, que teve um forte impacto no mercado da segurança do Trabalho. O objetivo do comunicado foi revogar a obrigatoriedade da marcação individual na luva de segurança de uso único.

A marcação individual consistia em uma série de informações básicas do produto que deveriam vir impressas no EPI. Essa informação sempre foi pertinente já que dava segurança ao comprador e importador de que aquele equipamento era de qualidade.

Esta medida passou a ser obrigatória com a emissão da Portaria nº 11.347, em 6 de maio de 2020. No texto correspondente, são estabelecidos todos os procedimentos e os requisitos técnicos para a avaliação dos Equipamentos de Proteção Individual. 

No entanto, com a revogação, no final do mesmo ano a medida deixou de ser obrigatória – ao menos para as luvas de segurança de uso único. Saiba mais sobre o Comunicado 57 e quais foram os impactos no mercado da segurança do trabalho no Brasil.

O que dizia o Comunicado 57?

O Comunicado 57 revogou a medida obrigatória de impressão da marcação individual no corpo das Luvas de Segurança de uso único (descartáveis). A partir de então, o número de CA pode passar a ser impresso apenas na embalagem do produto.

Essa síntese fica clara nas novas diretrizes do Anexo I da Portaria 672 de 8 de Novembro de 2021. No item 4.2.2., vemos os requisitos de marcação onde fica claro: “4.2.2 Se tecnicamente não for possível a marcação em cada EPI, o fabricante ou importador deve disponibilizar essa informação na embalagem do equipamento”. 

A decisão do Ministério considerou que a Norma NR-06 (item 6.9.3.1) e a norma EN 420:2003 (item 7.2.1.3) estipulam a possibilidade de marcação alternativa de informações obrigatórias no próprio dispositivo em casos específicos.

Outro fato que esta decisão leva em consideração é a possibilidade de contaminação do equipamento pelas tintas utilizadas para impressão, o que em alguns casos pode levar à inutilidade do produto. Veja este trecho do Comunicado 57:

“vale ressaltar ainda que, após verificação junto à indústria nacional, constatou-se que existe a possibilidade de contaminação do equipamento pela tinta utilizada para marcação nesse tipo de luva, o que a inutilizaria para aplicação em alguns segmentos econômicos”.

Outro ponto importante que levou o Ministério a tomar essa decisão foi a limitação que fabricantes estrangeiros acabavam tendo na hora de vender os seus equipamentos de proteção. Isso porque a marcação era uma exigência brasileira, fazendo com que tivessem que se adequar à nossa norma para que pudessem vender aqui.

O que mudou no mercado?

Com a revogação da medida, compradores e importadores de EPI não precisarão mais se preocupar em observar a marcação no equipamento mas, sim, na embalagem das Luvas Descartáveis. Além disso, a nova diretriz influenciará no Certificado de Aprovação do EPI.

Todos os CAs deverão ser atualizados para que as alterações entrem em vigor. Confira as seguintes mudanças:

  • O CA agora mostrará que é uma “luva descartável”.
  • No item “Marcação do CA” deverá ser especificado: “Embalagem”
  • Um novo relatório será gerado para essa alteração e você poderá ver que o número do relatório será diferente do CA anterior

Fique ligado no Blog da Prometal EPIs 

Se você deseja se manter bem informado sobre o mercado da segurança do trabalho, fique ligado em nosso blog! Aqui você recebe semanalmente conteúdos de extrema relevância que poderão ajudar você na sua jornada como profissional.

Seja você um empreendedor, técnico em segurança do trabalho, estudante ou trabalhador, com certeza aqui você vai encontrar toda informação que precisa para a segurança e saúde da rotina profissional.

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário! 

Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments


    Faça parte da nossa rede de contatos

    Estamos sempre em busca de novidades sobre equipamentos de segurança. Cadastre-se para recebê-las em seu e-mail.