Blog   Segurança do Trabalho   08 de janeiro de 2018

Como proteger os profissionais da higienização?

Tempo de Leitura: 2 minutos

epis higienização profissionais

Você sabia que os profissionais que realizam as atividades de higienização estão expostos à diversos riscos? É isso mesmo! Ao longo da jornada de trabalho, o colaborador fica sujeito aos riscos ambientais em seu ambiente laboral.

O trabalhador que executa as atividades de higienização em casas, empresas e hospitais, ficam responsáveis por organizar, limpar, retirar lixos, entulhos e entre outras tarefas do dia a dia.

Os principais riscos que devemos proteger o trabalhador da higienização são: Risco ergonômico, risco físico e risco biológico. Muito mais do que o fornecimento do EPI, para proteger a saúde e a segurança deste profissional, é preciso treiná-lo!

 

Como prevenir os riscos existentes na higienização?

 

Risco Ergonômico: O profissional de higienização executa diversas tarefas na jornada de trabalho e, consequentemente realiza posturas inadequadas e que ao longo do tempo se tornam agressivas para saúde. É importante a conscientização do trabalhador para não realizar atividades em posturas muito curvas ou agachado. Além de não carregar ou transportar peso maior que 25kg nos braços. Os trabalhadores responsáveis pelas coletas de lixo são muito exigidos fisicamente, por isso, para proteger a saúde corporal é preciso ter cuidado com a alimentação e disciplina postural.

Risco Físico: Está diariamente presente nas atividades de higienização. O trabalhador pode ficar exposto à frio, calor, ruiídos e uminadae excessiva. É importante que esteja com uniformes, calçados, EPIs e, se for o caso, protetor solar para a pele.

Risco Biológico: A maior preocupação dos hospitais, farmácias e indústrias de cosméticos. O risco biológico é todos os tipos de vírus, bactérias, protozoários, fungos, parasitas e bacilos. A utilização do EPI é indispensável para combater este risco. Porém, também é preciso de treinamento sobre como retirar e/ou descartar alguns EPIS corretamente, sem que haja contaminação. Evitando possíveis afastamentos do trabalho e garantindo a proteção do trabalhador.

 

E o risco de acidente de trabalho?

 

Além desses riscos mencionados acima, temos o chamado risco de acidente, muito comum para os profissionais de higienização. O risco de acidente pode ser causado por: Arrajo físico inadequado, ferramentas de trabalho inadequadas, iluminação precária, risco de choque elétrico, armazenamento inadequado de produtos de limpeza e ferramentas e até mesmo, contato com animais peçonhentos.

É importante ressaltar que, por ser uma atividade insalubre, o uso do EPI corretamente elimina o pagamento adicional de insalubridade. Porém, se na hora de retirar os EPIs, o trabalhador ficar exposto aos agentes de risco, ele terá o direito ao adicional.

Veja qual a diferença entre Insalubridade x Periculosidade!

O treinamento é fundamental para que o profissional seja orientado para evitar acidentes e exposições a situações de risco por falta de informação. Além, da utilização dos EPIs, fortes aliados dos profissionais de higienização. Outro ponto importante para garantir a proteção é a atenção na retirada e descarte dos EPIs para que os trabalhadores não se contaminem.

Saiba mais o que são os riscos ambientais!

Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments


    Faça parte da nossa rede de contatos

    Estamos sempre em busca de novidades sobre equipamentos de segurança. Cadastre-se para recebê-las em seu e-mail.