Blog   EPIs   09 de fevereiro de 2021

Mercado de EPIs 2021: Veja a expectativa dos principais especialistas!

Tempo de Leitura: 5 minutos
Mercado de EPIs 2021

Em 2020 nós tivemos muitas surpresas no que se refere à Segurança do Trabalho. Por este motivo, a curiosidade é muita quanto ao Mercado de EPIs 2021. 

De fato, ano passado foi um ano atípico para todos os brasileiros. Se tratando da nossa área, diversas leis, normas regulamentadoras e legislações sofreram alterações, deixando todo mundo confuso.

Isso sem contar nos métodos de trabalho, que também foram modificados quase que integralmente. Um ano onde os EPIs foram utilizados por praticamente toda a população, ou ao menos foram procurados por ela. 

Todo mundo buscou saber o que era uma N95 ou PFF2, por exemplo. Coisa que até então, somente profissionais específicos saberiam responder. Isso resultou em uma grande procura por este equipamento que chegou a ficar escasso no mercado.

Esperamos que tudo isso tenha ficado em 2020, e que o Mercado de EPIs 2021 seja completamente diferente! Por isso, chamamos alguns especialistas para comentarem quais as expectativas quanto à Segurança do Trabalho para este ano que inicia.

Vamos acompanhar?

Um resumo sobre 2020

2020 foi um ano atípico para o Mercado de EPIs. Houve a escassez de determinados equipamentos, retorno a preços exacerbados, EPI sem CA, EPI com CA, NR 31, e-Social… Foram muitas as atualizações e determinações em torno da Segurança do Trabalho.

Se você acompanhou nosso blog deve ter visto a quantidade de notícias importantes que passaram por aqui no ano passado. Então caso você tenha perdido alguma coisa, aqui vai um resumo. 

Escassez de EPIs

Sem dúvidas, o principal motivo que preocupou os profissionais de Segurança do Trabalho no ano que passou foi a questão dos EPIs em falta no mercado. Isso ocorreu por conta da pandemia do Coronavírus, que fez com que muitas pessoas procurassem um único produto ao mesmo tempo. 

Este produto foi o Respirador PFF2, que faz a mesma função do N95, considerado o EPI certo para o coronavírus. O que aconteceu é que, geralmente, muitas profissões fazem uso deste equipamento, mesmo antes da pandemia começar.

No entanto, tudo aconteceu tão depressa e de repente toda a população pensou que deveria adquirir Respiradores PFF2 para utilizar no dia a dia. Fazendo com que os profissionais da linha de frente, por exemplo, que seriam quem mais precisava do produto, ficassem sem o equipamento.

Foi aí que entrou em vigor a liberação das Máscaras Caseiras, ou Máscaras de Tecido, que utilizamos até hoje em nosso cotidiano. 

EPI sem Certificado de Aprovação

O caso do EPI sem CA aconteceu devido à medida provisória 905/2019, que acabou invalidando os requisitos do certificado da maneira que conhecíamos. No entanto, algum tempo depois, a mesma medida foi revogada, fazendo com que o CA voltasse a valer em todo o território nacional.

Depois de tudo isso, ocorreu de diversos fabricantes e distribuidores ficarem com EPIs sem a devida certificação e, por isso, um prazo foi implementado para a regulamentação. Em novembro de 2020 este prazo chegou ao fim, fazendo com que novamente os EPIs só pudessem ser comercializados com a devida certificação do CA. 

NR 31

Mais de 40 atos normativos receberam alterações na NR 31, que trata sobre o Trabalho Rural. Dentre as mudanças mais significativas, está um novo prazo para a norma e o Programa de Gerenciamento de Riscos – PGR. 

Segundo o novo texto, é responsabilidade do empregador gerenciar os riscos das atividades e então identificar e tratar o problema. 

e-Social

O e-Social, programa que visava unificar todas as informações dos trabalhadores em um único lugar, também sofreu diversas alterações no ano que terminou. Entre elas, as alterações de calendário de implementação.

O que aconteceu é que os prazos foram temporariamente suspensos no aguardo de que um novo cronograma seja gerado. Ainda não há previsão da liberação deste novo calendário, porém, segundo informações, os empregadores serão informados com até 6 meses de antecedência. 

Mercado de EPIs 2021: o que esperam os especialistas

Depois de todas essas mudanças em 2020, o que esperar quanto ao Mercado de EPIs 2021? Para conversar sobre este assunto, chamamos dois especialistas renomados no nosso mercado de trabalho, a fim de esclarecer algumas questões.

Veja o depoimento de Luis Bruin, Especialista em Direito Trabalhista e Previdenciário e Consultor na área de EPIs e, logo abaixo, de André L. Britto, nosso consultor de vendas e também Técnico de Segurança do Trabalho.

Luis Bruin sobre o Mercado de EPIs 2021

A área de Saúde e Segurança do Trabalho em 2021 deve promover a continuidade da fase de progresso a que estamos assistindo nos últimos anos.

A legislação, especialmente as Normas Regulamentadoras, estão sendo revisadas visando atualizar os meios de proteção dos riscos aos quais os trabalhadores estão expostos. A aplicação será mais fácil e os resultados aparecerão.

As empresas estão entendendo que é mais barato prevenir do que indenizar. Os processos pedindo reparação por acidentes do trabalho se avolumam e o passivo resultante disso é considerável. Há alguns anos atrás, era de 4% a 5% o número de executivos de empresas que se preocupavam com saúde e segurança do trabalho, hoje esse número saltou para 38%.

Infelizmente precisou haver um grande mal que atingisse a humanidade, como a pandemia, para que o EPI fosse devidamente valorizado. Hoje todas as pessoas sabem do que se trata esse dispositivo e quanto ele é importante nos processos de prevenção.

E os profissionais de Saúde e Segurança do Trabalho parece que entenderam qual é a sua efetiva participação na aplicação das medidas de prevenção. Esse pessoal compreendeu que – sem dúvida – com uma participação mais aguerrida conseguem agregar valor ao resultado das empresas nas quais trabalham. 

Prevenir é progredir. Feliz 2021.

André L. Britto sobre o Mercado de EPIs 2021

Em 2020 o mundo inteiro foi apresentado aos famosos EPIs.

Nem sempre um EPI propriamente dito, com CA, ensaios e laudos. Mas no sentido de dispositivos de proteção ; segurança. Como as máscaras de TNT, tecido e etc.

A sociedade como um todo se obrigou a se equiparar aos trabalhadores que exercem suas atividades diariamente utilizando um respirador descartável ou com filtros.

Se tornou algo notável, a necessidade e obrigatoriedade da prevenção, não só contra riscos ao exercer suas atividades laborais, mas também, contra um inimigo invisível que ronda nosso cotidiano, sem descanso.

Enfrentamos crises de abastecimento de EPIs, falta de matérias primas, altíssima elevação de preços e além disso tudo, toda a carga emocional que cada trabalhador e cidadão precisaram aprender a conviver.

Existia uma expectativa gigantesca pela virada do ano, como se a virada fizesse o vírus desaparecer como num passe de mágica. Essa era a esperança de uma sociedade cansada e desgastada pelo ano que a doença se espalhou pelo mundo.

2021 chegou. 

Com ele, as reações da sociedade foram as melhores possíveis.

Avanços com relação às vacinas, expectativa de retomada nos mercados como um todo e a certeza de que será um ano melhor, mais produtivo e, sem dúvidas, com muito mais consciência sobre riscos, principalmente nos ambientes de trabalho.

A pandemia obrigou a todos cidadãos e todas as empresas a se reinventarem.

Isso, com certeza, trará benefícios mais adiante pois, surgiram culturas organizacionais as quais continuarão sendo cultivadas mesmo após a pandemia.

Para o mercado de EPIs, entendo que seguiremos com oscilações de preços, talvez alguma escassez mais pontual em determinados itens, porém, com uma sociedade mais consciente e que irá consumir ainda mais os Equipamentos de Proteção Individual, até mesmo para o seu dia a dia.

Apesar das situações negativas que passamos, temos de ser otimistas para o que vem pela frente.

Temos que acreditar que prevenindo, teremos excelentes resultados. Não só no trabalho, como nas nossas vidas particulares.

Ao fim desse ano, minha expectativa é de que estejamos celebrando um ano de trabalho e de prevenção bem feitos e que o mundo esteja mais saudável.

E você, o que espera de 2021?

Deixe seu comentário, conte para a gente! O mercado de EPIs depende de nós mesmos. Vamos trabalhar e fazer dar certo? Este tende a ser um ano muito melhor para todos nós.

Continue sua leitura com EPI na Aviação: Veja quais são os EPIs indicados para esses profissionais!

Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments


    Faça parte da nossa rede de contatos

    Estamos sempre em busca de novidades sobre equipamentos de segurança. Cadastre-se para recebê-las em seu e-mail.