Blog   EPIs   10 de setembro de 2020

Cordas para Trabalho em Altura: Como escolher?

Tempo de Leitura: 5 minutos
cordas trabalho em altura

Saber escolher corretamente quais Cordas utilizar para o Trabalho em Altura é um dos fatores mais importantes para a Segurança do Trabalho nessas condições. Se você visitar uma loja que ofereça este produto, verá que são muitas as opções o que pode deixar você um pouco confuso. 

O que muita gente não sabe, é que o Trabalho em Altura é o grande responsável pela maioria dos Acidentes Ocupacionais no país. E isso acontece por muitos motivos: falta de Equipamentos de Proteção, escolha equivocada de itens de segurança, falta de atenção, EPIs precários, entre outros. 

Como você pode ver, muitos desses acidentes poderiam ter sido facilmente evitados com um pouco mais de atenção ou responsabilidade com os itens de proteção. Por isso, saber escolher cada um destes equipamentos torna-se uma atividade muito importante.

Se você deseja saber mais sobre as Cordas para Trabalho em Altura, bem como os demais itens de proteção e segurança para essa atividade, fique ligado neste artigo! 

Iremos mostrar a você não somente os principais tipos de corda que você poderá encontrar, como também os principais pontos sobre essa atividade que envolve tantos riscos. 

Trabalho em Altura 

A NR 35 é a Norma Regulamentadora responsável por tudo que se refere ao Trabalho em Altura. Dessa forma, segundo a NR, pode ser considerado dessa forma toda e qualquer atividade que seja executada acima de 2 metros do nível inferior. 

É sempre válido ressaltar que isso também é válido para espaços abaixo do nível do solo! Ou seja, havendo essa distância do trabalhador para o nível inferior, mesmo que seja em um espaço confinado dentro de um túnel subterrâneo por exemplo, será considerado Trabalho em Altura. 

E sendo considerado dessa forma, torna-se uma obrigação para o empresário seguir a NR 35 e suas diretrizes para a Segurança dos trabalhadores que precisarão ser treinados e habilitados para realizar tais atividades. 

Outro ponto importante é que a NR determina que toda a atividade realizada nessa situação deverá ser previamente planejada, organizada e executada por um profissional capacitado e autorizado para tal. Isso para assegurar que as medidas de segurança terão sido tomadas de acordo com os requisitos básicos. 

Essas medidas partirão de uma análise de riscos minuciosa que será feita no local através de programas como o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais entre outros. 

Cordas para Trabalho em Altura: quais os tipos?

As Cordas para Trabalho em Altura são um Item de Proteção muito importante para a realização das atividades nessas condições. No entanto, se você observar até mesmo aqui na loja, verá que possuímos uma ampla variedade de modelos e tipos diferentes do produto para que você possa escolher.

Agora, como escolher a corda para trabalho em altura?

Geralmente, as cordas se diferenciam entre si principalmente pelo material em que são feitas. É isso que dará mais ou menos resistência, entre outros fatores importantes para a sua escolha. Abaixo nós separamos alguns dos tipos mais comuns de Cordas para Trabalho em Altura. São elas:

  • Cordas de Fibras Sintéticas;
  • Kernmantle.
  • Corda semi-estática;
  • Corda dinâmica (ou elástica).

Vamos ver um pouco mais sobre cada uma delas?

Cordas de Fibras Sintéticas

As cordas de fibras sintéticas são as mais comuns de serem utilizadas para o Trabalho em Altura. Entre elas, podemos elencar as de Nylon; Poliéster; Polipropileno e Polietileno; e Kevlar. Vamos falar um pouco mais sobre cada uma delas.

O Nylon é responsável pela mais resistente e mais e flexível entre todos os modelos. Isso se dá pela estrutura em que é composto o material, possibilitando fibras largas que amplificam a elasticidade. Este modelo é muito utilizado em resgates, sendo também resistentes a mofos, fungos e bactérias. 

Não devem ser molhadas, pois perdem 15% da capacidade de carga. Também deve-se evitar produtos químicos, areia, derivados do petróleo, raios ultravioleta e temperaturas elevadas. Tudo isso pode aumentar o desgaste do equipamento rapidamente. 

As cordas de Poliéster são tão comuns quanto as de nylon, mas cerca de 15% menos resistentes e mais pesadas. Por outro lado, são mais resistentes à capacidade de carga e abrasão em comparação com a anterior. Esse modelo também possui uma melhor relação com a água e maior resistência aos raios ultravioleta.

Os modelos produzidos em polipropileno e polietileno proporcionam a vantagem da flutuabilidade às cordas. No entanto, as fibras são cerca de 60% menos resistentes que as de nylon, a não ser no que se refere a ácidos e produtos químicos.

Kevlar é o nome dado a uma fibra aramídica patenteada pela DuPont. Esse material é recomendado para diversas atividades já que possuem boa resistência para capacidade de carga apesar de ser baixa para abrasões e cargas de choque. 

Corda de Kernmantle (miolo/núcleo encoberto)

Esse tipo de Cordas para Trabalho em Altura recebe esse nome pelo método que é utilizado em sua fabricação: “núcleo encoberto”. Isso porque essa corda possui uma grossa camada de fechos de fios de nylon e, ainda, uma capa feita de poliéster trançada. Mesmo tendo a elasticidade bem amena em comparação às outras, o nível de resistência para trabalhos e resgates até mesmo que envolvam vidas é o grande atrativo tornando essa corda essencial para esse tipo de atividade. 

Corda semi-estática Kernmantle

Este modelo exige que o trabalhador esteja sempre abaixo do ponto de ancoragem para que seja eficiente para sua segurança. Isso porque ela tem uma elasticidade de 2% em uma carga laboral comum, podendo chegar a 20% em um choque severo de carga. 

Vale ressaltar que quando a corda tem aparência monocromática, geralmente é indício de ser uma corda Estática.  

Corda Dinâmica (ou elástica)

Dentre as Cordas para Trabalho em Altura, este é o modelo mais utilizado por escaladores, alpinistas e etc, já que possuem o objetivo de dissipar a energia em uma queda. Se tratando de uma carga laboral normal, ela pode estirar de 7% a 10 %.

Em casos de carga de choque, pode estirar de 40% a 60%. Por este motivo, entre outros é claro, é que este modelo é utilizado em situações onde o ponto de ancoragem esteja abaixo do usuário. Geralmente, cordas dinâmicas são policromáticas. Ou seja, possuem mais de uma coloração. 

Outros itens de Segurança 

Por ser uma atividade que envolve muitos riscos, existem muitos equipamentos necessários para atenuá-los e promover mais segurança ao trabalhador. O ideal, na verdade, era que esse tipo de trabalho fosse evitado.

Mas como nem sempre é possível, existem os itens de segurança – não somente EPIs – para colaborar com a proteção do trabalhador. Dessa forma, podemos dizer que geralmente os itens de segurança imprescindíveis para o Trabalho em Altura são: 

  • Ancoragem
  • Cinto de Segurança (EPI)
  • Cinto de Segurança tipo Cadeirinha (EPI)
  • Calçado de segurança (EPI)
  • Óculos de segurança (EPI)
  • Capacete de segurança (EPI)
  • Luvas de segurança (EPI)
  • Conectores
  • Cordas
  • Escadas
  • Polia
  • Talabarte de Segurança
  • Trava Queda
  • Trava Queda Retrátil

Ainda existem outros produtos que são igualmente importantes e que não estão nessa lista. Itens que podem ser específicos para determinados casos, que irão depender dos riscos presentes no ambiente. 

Como você pode ver, não são apenas os EPIs que formam a Segurança do Trabalhador. Mas, sim, um conjunto de EPIs, EPCs e itens de segurança. 

Procurando Cordas para o Trabalho em Altura? Já encontrou!

Você sabia que a Prometal EPis não comercializa apenas Equipamentos de Proteção Individual como também Equipamentos de Proteção Coletiva e itens de Segurança no geral? É verdade! Por este motivo, aqui você encontra tudo que precisa para levar mais segurança e proteção para a sua empresa de uma maneira completa!

Confira aqui as nossas opções de Cordas para Trabalho em Altura

Continue a sua leitura com Os benefícios do Alpinismo Industrial.

Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments


    Faça parte da nossa rede de contatos

    Estamos sempre em busca de novidades sobre equipamentos de segurança. Cadastre-se para recebê-las em seu e-mail.