Blog   EPIs   10 de fevereiro de 2019

EPIs para Jardinagem

Tempo de Leitura: 3 minutos

epis para jardinagem

A profissão de jardineiro é a cada dia mais valorizada e procurada no Brasil. O motivo pode ser pela preocupação com o meio ambiente e a necessidade da inclusão de áreas cada vez mais verdes nas casas e cidades.

No entanto, hoje em dia, essa não é mais apenas uma atividade profissional. Muitas pessoas buscam se aperfeiçoar na técnica como forma de lazer e relaxamento, e mesmo nesses casos, o uso de EPIs para Jardinagem é fundamental.

Neste artigo iremos abordar os conceitos fundamentais sobre a Jardinagem e os EPIs necessários para que esta atividade seja feita com segurança.

A profissão de jardineiro

A Jardinagem está presente não só nas casas dos brasileiros, como na maioria das empresas do Brasil. Porém, muitas vezes essa atividade acaba sendo negligenciada e o uso de EPIs, incorreto ou descompromissado.

E não é recente que as pessoas possuem a delicadeza de se preocupar com jardins ornamentais, enfeitados e elegantes…

As primeiras referências de Jardinagem encontram-se há mais de 1500 AC, na decoração dos monumentos funerários do Egito, onde se puderam observar tanques com flores de lótus rodeadas por fileiras de acácias e palmeiras, que formavam um jardim extremamente rebuscado para a época.

Hoje em dia, a profissão de Jardineiro tem por objetivo criar, manter e reparar as áreas verdes de locais privados ou públicos, necessitando somente das ferramentas adequadas e um espaço de terra cultivável para fazer plantações.

Além do uso de diversas ferramentas afiadas, o contato próximo com diversos produtos químicos fazem dos EPIs para Jardinagem um processo importante que merece atenção.
Os possíveis riscos da profissão

Embora seja uma profissão aparentemente simples, os jardineiros estão diariamente expostos a riscos relacionados a:

  • Agentes químicos;
  • Ataques de insetos;
  • Animais peçonhentos;
  • Níveis elevados de ruídos;
  • Raios solares;
  • Trabalho em altura;
  • Inalação de poeira;
  • Queda de objetos;
  • Projeção de fragmentos;
  • Uso de instrumentos cortantes;
  • Entre outros.

Além de todos esses riscos, não podemos eliminar também o fator oncológico que pode ocorrer em eventuais, mesmo que raras, situações.

Vamos ver com mais detalhes alguns riscos abaixo:

Contaminação por agentes químicos: o uso de certos agrotóxicos e herbicidas é muito comum nesse tipo de profissão, o que podem facilmente contaminar o trabalhador trazendo danos à sua saúde.

Ataque de insetos: o jardineiro está constantemente exposto a picadas de insetos que vivem em jardins e plantações, sejam eles formigas, aranhas, abelhas, mosquitos…

Animais peçonhentos: ainda pior que os insetos são os animais peçonhentos! Seja aranha, cobra, escorpião… Todo o cuidado é pouco.

Nível elevado de ruído: ferramentas como a motosserra ou o soprador expõem os profissionais a ruídos extremos e exaustivos, e por isso a proteção auricular é tão importante.

Exposição a raios solares: nos olhos e na pele, a exposição aos raios solares podem causar uma série de problemas, e por isso é importante tomar muito cuidado com os EPIs adequados.

Trabalho em Altura: há alguns casos em que o jardineiro deve subir em escadas ou em superfícies altas para realizar podas, por exemplo, e por isso o risco de queda também é eminente.

Aqui vale lembrar que qualquer atividade executada a partir de dois metros, já é considerada trabalho em altura.

Inalação de Poeira: além dos produtos químicos, a presença de poeira intensa é algo muito comum nas atividades de jardinagem. Por isso, os riscos de inalação deve ser altamente considerado.

Queda de objetos: por lidar com diversas ferramentas pesadas, o cuidado ao manuseá-las é imprescindível, mas os EPIs para Jardinagem são fundamentais para atenuar ou amenizar eventuais descuidos.

Projeção de Fragmentos: se for cortar uma grama por exemplo, proteger o rosto e os olhos é uma das coisas mais importantes pois, muitos fragmentos são lançados podendo machucar bastante.

Uso de ferramentas cortantes: o uso de ferramentas como o Tesourão, por exemplo, já é perigoso por si só. É importante verificar quais os EPIs mais adequados para cada atividade.

Quais os EPIs para Jardinagem

Agora que já falamos sobre os potenciais riscos da profissão de jardineiro, precisamos saber como diminuir essa incidência através dos EPIs para Jardinagem.
Alguns EPIs indispensáveis para a atividade do jardineiro:

  • Avental;
  • Óculos de proteção;
  • Luva de proteção;
  • Capacete de segurança;
  • Protetor auricular;
  • Calçado de segurança;
  • Respirador;
  • Cinto de segurança;
  • Chapéu de palha;
  • Perneira de proteção.

Além de algo que NÃO É considerado EPI, porém é de suma importância: o protetor solar, que juntamente com o repelente, fazem um belo trabalho de proteção!

Confira aqui o nosso protetor solar que já vem com repelente.

E então, está pronto para proteger o trabalhador com os EPIs para Jardinagem adequados? Não esqueça: trabalho seguro é sinônimo de uma melhor performance por parte do profissional, e assim sendo, da sua empresa.

Até o próximo post!

Continue a sua leitura com a NR 31 – Segurança do Trabalho na Zona Rural.

Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments


    Faça parte da nossa rede de contatos

    Estamos sempre em busca de novidades sobre equipamentos de segurança. Cadastre-se para recebê-las em seu e-mail.