Blog   EPIs   15 de abril de 2020

[Coronavírus] Quem e Quando utilizar a máscara ou respirador?

Tempo de Leitura: 4 minutos
Coronavírus máscara ou respirador

A pandemia do Coronavírus está assustando muita gente por aí. E não é para menos, os números são realmente alarmantes. Nesse sentido, levantou-se a questão sobre quem e quando deve-se utilizar a máscara ou o respirador para a proteção. 

Você já deve estar sabendo que os estoques de EPI pelo mundo estão em sinal de alerta. As fábricas não estão dando conta da quantidade necessária de emissão do equipamento. E isso se dá por alguns motivos simples, que iremos mostrar aqui. 

O primeiro deles, é a própria pandemia. Por se tratar de uma doença respiratória, a primeira coisa que as pessoas pensam em adquirir são respiradores ou máscaras de proteção. Sem nem mesmo saber se são mesmo necessários ou, ainda, adequados para o buscado fim.

O segundo, é que estes mesmos EPIs utilizados para prevenir a pandemia, são também utilizados corriqueiramente por diversas empresas e atividades profissionais. Ou seja, com ou sem essa situação que estamos vivendo, esses trabalhadores ainda precisam desses equipamentos para suas rotinas profissionais.

Tal busca exacerbada faz com que o produto suma do mercado. E está sendo assim também com itens de necessidade básica como papel higiênico, ou mesmo o próprio álcool em gel. Levando em consideração tudo isso, nós levantamos a questão: 

Será que há mesmo essa necessidade toda? Será que todas essas pessoas comprando as máscaras ou respiradores deveriam mesmo estar preocupadas com isso? E é sobre este assunto que trataremos neste artigo. 

Descubra de uma vez por todas quem e quando deve utilizar a máscara ou respirador e previna-se corretamente contra o Coronavírus. 

Qual é o Respirador para o Coronavírus? 

Em janeiro deste ano, a ANVISA emitiu uma Nota Oficial com todas as recomendações de cada uma das medidas a serem implementadas a fim de controlar e prevenir a disseminação do Coronavírus. 

Nessa nota também se incluem as recomendações para os profissionais da saúde, pessoas com sintomas, casos confirmados, acompanhantes, entre outros. Assim, fica definido que o Respirador a ser utilizado nos casos de suspeita do vírus é o N95 que aqui no Brasil é equivalente ao PFF2 sem válvula. 

Veja abaixo o que diz na relação da ANVISA. 

Casos Suspeitos ou Confirmados e Acompanhantes: 

  • Usar máscara PFF2 sem válvula; 
  • Utilizar Lenços de papel para tosse, espirros, secreção nasal; 
  • Realizar uma Higiene das mãos frequente, com água e sabonete líquido ou preparação alcoólica.

Profissionais De Saúde

  • Realizar Higiene das mãos com preparação alcoólica; 
  • Gorro; 
  • Óculos de Proteção ou Protetor Facial;
  • Máscara cirúrgica; 
  • Avental impermeável; 
  • Luvas de procedimento.

Importante ressaltar que todos os profissionais de saúde deverão utilizar as máscaras N95, ou seja, PPF2 sem válvula. 

Profissionais de Apoio*

*Caso participem da Assistência Direta ao caso Suspeito ou Confirmado: 

  • Higiene das mãos;
  • Gorro;
  • Óculos de proteção ou protetor facial;
  • Máscara cirúrgica;
  • Avental impermeável;
  • Luvas de procedimento.

Quem e quando deve-se utilizar a máscara para Coronavírus? 

A nova orientação do Ministério da Saúde é que a população em geral utilize as máscaras de tecido, laváveis. Dessa forma, as máscaras PFF2 deverão ficar disponíveis apenas para os profissionais de saúde.

Leia aqui a Nota Técnica oficial sobre as Máscaras Domésticas.

Essa questão deve ficar muito clara pois, pessoas que não necessitam estão comprando as máscaras que deveriam ser utilizadas pelas pessoas certas. Dessa forma, os EPIs estão acabando no mercado e quem realmente deveria utilizar, pode acabar ficando sem. 

Por este motivo, é fundamental que essa real necessidade do equipamento seja entendida. E mais, contamos com você, para passar essa informação adiante! Os respiradores PFF2, utilizados para o Coronavírus, devem ser utilizados apenas por quem possui a suspeita do vírus. 

O motivo é muito simples. Essa máscara não serve para proteger o usuário mas, sim, o ambiente e as pessoas a sua volta. Se você estiver utilizando a máscara e alguém espirrar próximo ao seu rosto, as gotículas irão contaminar a sua pele de qualquer maneira.

Agora, se o usuário da máscara espirrar enquanto estiver utilizando o equipamento, as gotículas ficarão presas ao EPI que evitará que o vírus se espalhe. Ficou clara essa exemplificação para você? Esperamos que sim pois é de total importância. 

Cuidados com o Equipamento

Alguns equipamentos exigem uma manutenção periódica para que o EPI seja de fato eficiente. Este não é o caso do PFF2, que é a Máscara utilizada para o Coronavírus! O respirador utilizado para o COVID-19 não pode e nem deve ser higienizado de forma alguma.

Agora, nos EPIs onde há a necessidade da manutenção, essa deverá ser dada de acordo com as instruções do fabricante, que deverão vir junto ao EPI. 

Além disso, lembre-se sempre de Higienizar o produto com frequência. No entanto, não saia colocando embaixo d’água para limpar. Novamente, respeite as recomendações do fabricante para que não haja danificação do material, que possa acabar inutilizando-o. 

No geral, a limpeza e a descontaminação são feitas da seguinte maneira:

Quando realizar a limpeza e higienização? 

  • Equipamentos de Uso Individual deverão ser limpos quantas vezes forem necessárias, a fim de mantê-los nas condições ideais de higiene. Pode ser feita uma vez ao dia.
  • Já os EPIs que por ventura são utilizados por mais de uma pessoa, deverão ser higienizados sempre de trocar de usuário. 
  • EPIs utilizados em ensaios de vedação e em treinamentos deverão passar pela higienização após o uso demonstrativo. 

Importante ressaltar que o Ensaio de Vedação é imprescindível para que o EPI seja de fato eficiente! 

Descontaminação

Como a máscara é utilizada por pessoas e ambientes onde há a suspeita do vírus, muito provavelmente elas serão contaminadas. Dessa forma, se estivermos falando de uma contaminação leve, a própria higienização que vimos anteriormente já servirá como descontaminante. 

Veja nosso vídeo sobre como retirar Luvas contaminadas

Mas se for uma contaminação mais tóxica, será necessário passar pelo processo de descontaminação ou mesmo descartar o EPI por completo. É muito importante lembrar de higienizar e cuidar dos equipamentos sem o risco de danificá-los. 

É interessante reforçar que a higienização, nesses casos, só se aplica para os modelos de respirador com manutenção. Para os descartáveis, não se aplica o procedimento de higienização já que são de uso único. 

Todos esses cuidados com os equipamentos fazem com que sua vida útil seja prolongada. Assim, oferece proteção e segurança por mais tempo e com mais confiança. Por este motivo, cuide sempre do equipamento que é projetado para cuidar de você. 

Continue a sua leitura com Respirador semi-facial: Quando utilizar?

Registre-se
Notify of
guest
1 Comentário
Novos
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments


    Faça parte da nossa rede de contatos

    Estamos sempre em busca de novidades sobre equipamentos de segurança. Cadastre-se para recebê-las em seu e-mail.